Como lidar com filho alcoólatra?

Tirando raras exceções, os pais sempre querem o melhor para seus filhos. Mas independentemente do tipo de educação que recebem dos pais, às vezes os filhos tendem a se envolver com alguns problemas sérios como é o caso do alcoolismo. Se você é pai ou mãe e não sabe como lidar com filho alcoólatra, continue lendo.

Antes de saber como lidar com filho alcoólatra, é essencial que você entenda sobre o assunto. É importante estar informado sobre os efeitos fisiológicos e psicológicos das bebidas alcoólicas.

Estar ciente da ação do álcool no corpo é essencial para entender que os efeitos dessa substância dependem de fatores como a quantidade de bebida ingerida, velocidade com que a pessoa bebe, gênero, idade, peso, entre outros fatores.

Em nosso contexto, quando falamos em uma pessoa alcoólatra, neste caso específico, um filho alcoólatra, estamos falando de uma pessoa doente. Isso é algo que, a princípio, pode ser difícil de compreender. Um filho alcoólatra é alguém que precisa de ajuda para tratar um problema de saúde.

Ele ou ela já não está mais na fase de “experimentar”. Já está na fase que não consegue mais parar.

Talvez, quando você se dê conta de que seu filho chegou a essa situação, sinta-se culpado pensando: “Mas onde foi que eu errei (ou erramos, no caso do pai e mãe)? A culpa é minha dele(a) estar assim”.

Mas tenha calma. Ficar se culpando, mesmo que talvez você tenha uma parcela de culpa por seu filho ter se tornado alcoólatra, não vai solucionar o problema.

É claro que você precisa entender as motivações do seu filho ou filha, mas ficar se martirizando só vai piorar a situação. Pense que você precisa estar forte para poder ajudar seu filho(a).

Principais atitudes e dicas de como lidar com filho alcoólatra

Principais atitudes e dicas de como lidar com filho alcoólatra

Vamos, então, compartilhar algumas dicas e atitudes que você deve ter com relação a como lidar com filho alcoólatra.

Em primeiro lugar, fortaleça o vínculo. Mesmo que ele já seja bom, procure melhorar. A melhor maneira de apoiar seus filhos é estar atento, ser carinhoso e demonstrar afeto.

Promova atividades em família, como por exemplo, ver filmes, fazer as refeições juntos, praticar esportes, ir ao parque, etc. Conheça os assuntos que eles têm interesse, assim vocês terão assuntos em comum.

Outra dica que também é muito importante é conversar com seu filho. Parece algo simples, mas muitas vezes é negligenciado pelas famílias. Sabemos que muitos têm uma vida corrida, mas sempre encontre tempo para conversar com seus filhos.

Não caia no erro de pensar o seguinte: “meu filho(a) é muito esperto(a), não preciso falar sobre álcool ou drogas”. Ou então, se você já tem certeza que seu filho está com problemas envolvendo o álcool não pense: “Isso é só uma fase. É normal para essa idade”. Este é um pensamento muito perigoso que pode custar caro.

Outra dica relacionada a anterior é ouvir seu filho. Numa conversa você precisa dizer o que pensa, mas também precisa ouvir. Do contrário não será uma conversa, um diálogo, mas sim um monólogo.

Ao ouvir seu filho, sem interrupções ou julgamentos, é provável que você consiga entender a razão dele ter se tornado um alcoólatra.

Por fim, se você ainda tem dúvidas de como lidar com filho alcoólatra, procure ajuda profissional. O Grupo Recomeço conta com mais de 20 anos de experiência em reabilitação para alcoólatras tendo ajudado diversas famílias e também poderá ajudar a sua.