Como lidar com um dependente químico?

Como lidar com um dependente químico?

Muitas pessoas ainda pensam que a dependência química está ligada à fraqueza ou à falta de caráter. Lidar com pessoas que pensam dessa forma torna o processo de recuperação de um dependente ainda mais difícil.

Veja algumas dicas de como lidar com um dependente, sendo ele da sua família ou não.

  • Conheça a doença: Um dos passos principais para lidar com o dependente químico é conhecer a doença, seus mitos e suas verdades. Entender como a droga age, quais alterações ela ocasiona no comportamento do usuário e seus riscos é fundamental.
  • Descubra o que fazer: Tentar mudar e controlar a vida e o vício do outro só piorará as coisas. O ideal é que você mude seu próprio comportamento. Por exemplo, evite beber ou fumar perto ou levar o dependente a lugares onde ele terá fácil acesso a essas substâncias. Ofereça outras formas de socializar.
  • Não o ajude com o vício: Nunca, sob nenhuma circunstância, dê dinheiro para ele comprar drogas nem facilite isso. Não encubra o vício do seu ente querido nem invente desculpas ou justificativas.
  • Defina Limites: Não ceda às manipulações e evite abusos e qualquer tipo de ameaça. Avalie que comportamentos são aceitáveis e quais estão passando dos limites. Abusos físicos e psicológicos, principalmente se envolverem crianças e idosos, são inaceitáveis.
  • Procure ajuda para você: Lidar ou conviver com um dependente químico não é uma tarefa fácil. Isso pode te afetar de forma emocional, física e mental, portanto, é importante que você procure ajuda para si próprio. Existem grupos de apoio para auxiliar familiares e amigos de dependentes químicos. Terapia também é uma opção.
  • Foque nos resultados positivos: Elogie os esforços e cada conquista, mesmo que sejam pequenos. Comemore e incentive-o a sempre fazer progressos.
  • Evite julgamentos: Julgamentos e condenações não ajudarão o dependente químico em nada, muito pelo contrário, só o afastarão, o que acabará alterando seu comportamento e o induzindo ainda mais a usar a droga.

Ao se lidar com um dependente químico, deve-se levar em consideração que ele é uma pessoa e não somente um viciado. O dependente químico porta uma doença e precisa de ajuda e tratamento.

Se você conhece alguém que esteja sofrendo com a dependência química e quer ajudá-lo, procure o Grupo Recomeço.

Temos unidades em São Paulo, onde você poderá conversar com um profissional especializado e saber como proceder e qual próximo passo a ser dado para recuperar o dependente.

No Grupo Recomeço, o paciente tem acesso a ótimos planos de tratamentos e conta com acompanhamento de especialistas. Sua família também recebe o apoio necessário. Visite-nos!