(15) 3100-0265 (11)93308-6265
Por que o alcóolatra tem esteatose?

Por que o alcóolatra tem esteatose?


A capacidade do álcool de enfraquecer o corpo não é segredo para ninguém. A longo prazo, seu consumo afeta diversas funções vitais, prejudicando a qualidade de vida e expondo o usuário a doenças. Uma delas, muito comum entre dependentes desta substância, é a esteatose. Saiba o que é e como prevenir essa doença neste post!

 

O que é a esteatose?

A esteatose ocorre quando o teor de gordura no fígado está maior do que o normal. Ela está associada a outros fatores de risco, como obesidade, diabetes, colesterol alto e principalmente o consumo excessivo do álcool.

Apesar de agir silenciosamente, alguns sinais podem indicar que algo está errado com seu fígado. Os principais são:

 

  • Desconforto do lado superior direito do abdômen.
  • Pele e olhos amarelados.
  • Dor ou inchaço abdominal.
  •  

 

Geralmente a doença é diagnosticada por acaso em exames de rotina, chamando atenção do médico pelo aumento do volume do fígado, que é um indicador de que o orgão não está saudável. Então outros exames serão feitos para descobrir exatamente qual é o problema.

Apesar de reversível, se não tratada, a esteatose pode evoluir para esteato-hepatite (inflamação no fígado causada pelo excesso de gordura) e cirrose (lesões que se cicatrizam no fígado, comprometendo seu funcionamento), que são doenças hepáticas mais graves.

Veja agora qual é a relação da esteatose com o alcoolismo e como tratá-la.

 

Como o alcoolismo causa esteatose?

O fígado é responsável por diversas funções fundamentais para o equilíbrio do corpo, como armazenar e liberar glicose e desintoxicar o organismo.

O consumo contínuo de álcool sobrecarrega o orgão e compromete sua capacidade de metabolizar substâncias tóxicas, digerir gorduras e eliminar toxinas.

Outro dano causado pela bebida é a diminuição da produção do hormônio responsável por transportar a gordura do figado para a corrente sanguínea e reduzir a produção da molécula que estimula a quebra de glicose.

Digamos que esses dois funcionem como agentes de trânsito: se eles não estão lá, os motoristas não têm para onde ir e ficam presos na via, provocando um engarrafamento enorme. Sem conseguir "se livrar" da gordura que armazena, o fígado desenvolve a esteatose.

É importante lembrar que mulheres são mais sensíveis por terem níveis menores da enzima que quebra o álcool antes que ele seja absorvido pelo sangue. Em outras palavras: as consequências do consumo são ainda piores para elas durante e depois da ingestão.

 

Como tratar?

O tratamento consiste na mudança de hábitos: praticando exercício regular e tendo uma boa alimentação. Diversos estudos têm mostrado que uma dieta com redução de carboidratos é muito útil para o tratamento. A perda de peso costuma ser gradual e consequência natural dos novos hábitos.

A suspensão do consumo de álcool é muito importante para interromper o progresso da esteatose e recuperar a saúde do fígado.

Apesar de inúmeros motivos para parar enfrentar o alcoolismo, sabemos que é desafiador fazê-lo sem ajuda especializada. Se você ou algum conhecido está sofrendo com a dependência, saiba que não está sozinho! Entre em contato com um de nossos profissionais do Grupo Recomeço e saiba como podemos te ajudar!

(11)93308-6265

Solicite um atendimento

Fale com nossos especialistas. Atendimento 24 horas para emergências e remoção.

Blog

Aceitamos Planos de Saúde

planos de saude
Este site usa cookies do Google para fornecer serviços e analisar tráfego.Saiba mais.