(11) 93308-6265
(15) 99135-9851
0800-878-3353 - Ligação Gratuita 24h - Clínica Particular

Sinais de Dependência Alcoólica

Sinais de Dependência AlcoólicaSaiba como identificar os sinais de dependência alcoólica e entenda a importância do tratamento para a recuperação do paciente.

Além da predisposição genética para a dependência, existem outros fatores que podem estar relacionados ao alcoolismo, como ansiedade, angústia, insegurança, fácil acesso ao álcool e condições culturais.

O alcoolismo é uma doença crônica, caracterizada pelo consumo compulsivo de álcool. Contudo, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a doença não se define pela quantidade de bebida que o usuário consome, mas sim pela relação que ele tem com a substância.

A doença se caracteriza pela vontade insaciável e incontrolável de beber. Outros sintomas do alcoolismo são a falta de controle ao tentar parar de ingerir bebidas alcoólicas, a tolerância cada vez maior ao álcool e a dependência física, que se manifesta através de sintomas físicos e psíquicos em casos de abstinência.

Dessa forma, entende-se que o vício ocorre quando o usuário consome bebidas alcoólicas e, apesar do hábito estar prejudicando a sua saúde, ele não consegue abandoná-lo.Isso significa que o diagnóstico do alcoolismo não possui associação com o tipo ou a quantidade de álcool ingerido pela pessoa, mas sim com a capacidade que ela tem em controlar a ingestão da substância.

Apesar do alcoolismo ser considerado uma doença, é bastante comum encontrar pessoas que não sabem ou então não acreditam que a dependência e o consumo abusivo de álcool é extremamente prejudicial à saúde e deve ser levado a sério.

Os malefícios do alcoolismo

É absolutamente normal encontrarmos estudos científicos e inúmeras pessoas entusiastas e favoráveis ao consumo de álcool sugerindo que uma ou duas doses diárias trazem benefícios para o organismo.

Contudo, um relatório feito pela Organização Mundial da Saúde concluiu que a substância aumenta o risco de desenvolver depressão, ansiedade, cirrose, pancreatite e ainda potencializa as chances de suicídio, acidentes de trânsito e envolvimento em situações violentas.

O álcool ainda tem correlação com o câncer de boca, nariz, laringe, esôfago, fígado e, nas mulheres, o de mama. Em todo o mundo, estima-se que entre 4% e 30% das mortes por câncer podem estar associadas ao consumo de bebidas alcoólicas.

Até mesmo a ingestão moderada da substância pode oferecer riscos à saúde. A comumente recomendada dose diária aumenta em 4% as chances de câncer de mama, enquanto o uso exagerado pode ampliar em até 50% o risco de desenvolver a doença.

Além disso, o consumo abusivo de álcool enfraquece o sistema imunológico e tem relação com o desenvolvimento de doenças como pneumonia e tuberculose. A bebida ainda incentiva o comportamento sexual sem proteção, o que pode contribuir para aumentar as chances de se contrair doenças sexualmente transmissíveis.

Ao total, são mais de 200 doenças e lesões que podem estar relacionadas com o consumo da substância, sendo 30 causadas apenas por ela.

Para evitar os malefícios que o álcool oferece, é fundamental prestar atenção nos sintomas e buscar o tratamento o mais rápido possível. A seguir, vamos apresentar alguns sinais que estão associados ao comportamento de um alcoólatra.

Sinais de dependência alcoólica

O alcoolismo, assim como qualquer outra doença, traz consigo alguns sintomas. Na grande maioria das vezes, o dependente tende a negar o vício e a necessidade de receber ajuda, por isso, o apoio da família é primordial para combater e tratar a doença.

Em geral, é possível afirmar que os alcoolistas:

  • costumam beber sozinhos e sem qualquer justificativa;
  • apresentam uma forte necessidade e um desejo incontrolável de beber;
  • não conseguem abandonar o vício, mesmo que ele esteja afetando a sua vida pessoal e
    profissional;
  • apresentam alterações no humor;
  • comem mal ou deixam de se alimentar;
  • podem apresentar paranoia e alucinações;
  • sempre encontram uma desculpa para beber;
  • tentam esconder e disfarçar o consumo excessivo de álcool;
  • não conseguem ficar um dia sem ingerir bebidas alcoólicas;
  • evitam frequentar locais e eventos onde não possam beber;
  • apresentam sintomas de abstinência ao ficar sem consumir a substância;
  • bebem cada vez mais para sustentar o nível de álcool no corpo e atingir a intoxicação ou o
    efeito desejado;
  • gastam muito tempo em atividades necessárias para a obtenção de bebidas alcoólicas;
  •  apresentam perda de memória.

Caso qualquer um desses sinais de dependência alcoólica seja percebido, é crucial auxiliar o dependente e buscar tratamento o mais rápido possível.

Algumas questões importantes que podem auxiliar no diagnóstico precoce do alcoolismo:

Se em qualquer uma das perguntas a resposta for sim, é fundamental investigar a questão e realizar uma consulta com um médico especialista. Apenas um sim pode indicar um possível problema.

Contudo, mesmo que todas as respostas sejam não, é recomendável buscar a ajuda de profissionais da saúde sempre que o álcool começar a afetar negativamente a rotina e a vida do usuário.

Combater o alcoolismo é uma questão de saúde pública, por isso, é essencial prestar atenção em qualquer um dos sinais de dependência alcoólica . Caso o indivíduo apresente qualquer um dos sintomas, o apoio da família, dos amigos e o devido tratamento são indispensáveis para a sua total recuperação.

Estamos Online