Tipos de tratamentos para dependentes químicos

Tipos de tratamentos para dependentes quimicos

O tratamento contra a dependência química deve ser personalizado, levando em conta a individualidade de cada paciente, o que funciona melhor para um, pode não funcionar tão bem para o outro.

Tudo deve ser planejado a curto e longo prazo, em diferentes estágios. Cada etapa pode precisar de diferentes cuidados. Com o tempo, as necessidades do paciente vão mudando. É importante que a permanência no tratamento seja pelo tempo adequado.

Existem tipos diferentes de tratamentos para dependentes químicos e listaremos abaixo os mais comuns e conhecidos.

  • Grupo de ajuda ou apoio: Esses grupos são bastante conhecidos. O tratamento é baseado em reuniões. Nelas, os dependentes químicos escutam histórias de pessoas que passaram ou ainda passam pelas mesmas situações que eles, recebem conselhos de especialistas, apoio e podem se sentir à vontade para se abrir também.
  • Tratamento Ambulatorial: Nesse tratamento, o paciente pode manter suas atividades normais, porém faz visitas regulares à clínica para um acompanhamento com o terapeuta e, se preciso, com o psiquiatra. Em decorrência do convívio social, as chances de recaídas são maiores, o que requer vigilância redobrada.
  • Internação em Comunidades terapêuticas ou Clinicas de Reabilitação: Nesse tratamento, o dependente passa um tempo determinado nessas unidades. Fica longe de seu convívio social, de suas atividades rotineiras e passa por etapas diferentes de tratamento. O tempo de internação varia de acordo com a avaliação médica.

 

Qual função da desintoxicação durante o tratamento?

O processo de desintoxicação é muito importante para recuperação das drogas e deve ser acompanhado por um médico especializado na área para assim garantir o sucesso nos resultados.

Nessa etapa, o paciente deve parar o uso da substância aos poucos, pois os riscos de uma parada repentina podem ser muito grandes e devastadores ao paciente, principalmente se a dependência ocorre há um longo tempo.

Muitas vezes é necessário o uso de medicação para auxiliar o paciente a lidar com as crises de abstinência. Esse processo deve ser feito com o acompanhamento de um especialista. Ele é quem vai decidir qual medicamento e dosagem são adequados.

Agora que você já conhece um pouco sobre alguns dos tratamentos para dependência química, se tiver interesse em buscar ajuda e Clínicas que ofereçam esses tratamentos, entre em contato com uma das unidades do Grupo Recomeço.

Venha nos fazer uma visita e conversar com um profissional para esclarecer todas as sua dúvidas, conhecer o local e fazer sua escolha de forma mais segura e confiante.